Buscas

Pesquisa personalizada

sábado, 3 de julho de 2010

SEGUNDO PERIODO DE FILOSOFIA: ESCOLAS SOCRÁTICAS MENORES.

ESCOLA CÍNICA
Tem os seus precedentes no sensismo dos sofistas, o qual, combinado com a frugalidade moral de Sócrates, resultou na indiferença ao formalismo social.
Seu fundador é Antistenes (n. c.450 a.C.), de Atenas, e discípulo de Górgias. Pautando pelo sensismo dos sofistas, o mestre da escola cínica somente admitia que as coisas singulares são reais, não passando os universais de simples nomes. Foi Antístenes filósofo de grande atividade, autor de dezenas de livros. Entretanto, deles só restam os títulos e textos fragmentários. Dão-se como filiados à escola cínica: Diógenes de Sínope, Crates, Hiparquia.
A escola cínica, que teve sua continuação ramificada no estoísmo famoso de Zenão de Citium (340-263 a.C.), persistiu também por muito tempo com representantes próprios.

Do século 2-o. (d.C.) se conhece como cínico Crescêncio, adversário de S. Justino.
Com Diógenes o cínico (413-323 a.C.), a escola socrática menor fundada por Antístenes, adquiriu popularidade.
"Conduzido a uma casa esplêndida, o dono lhe proibiu cuspir, porém ele lhe cuspiu no rosto, dizendo que não havia encontrado lugar mais sujo" (D. Laércio, VI).
"Em certa ocasião em pleno dia, acendeu uma lanterna e saiu gritando: busco um homem" (ibidem).
Estimavam-no até os grandes.
"Um dia que tomava o sol em Cranion (um ginásio) colocou-se-lhe em frente Alexandre e lhe disse, pede-me o que quiseres; replicou-lhe, não me tires o sol" (ibidem).
"De tal maneira estimavam os atenienses a Diógenes, que tendo um rapaz destruído seu tonel (em que morava), eles lho reconstruíram" (ibidem).
"Cumpriu tão bem suas funções que Xemíades (de cujos filhos era educador), costumava dizer: um bom gênio entrou em minha casa" (Ibidem).
Diógenes contestou diretamente a Platão sua teoria da idéias reais universais e teve uma resposta irônica à altura do grande mestre da academia.

Fonte: Enciclopédia Simpozio
http://www.cfh.ufsc.br/~simpozio/novo/2216y098.htm#TopOfPage
Postar um comentário

OBRA DE ARTE

OBRA DE ARTE
Amores na bela Capital Catarinense.

CINEMA: UM GRANDE PRAZER.

Loading...