Buscas

Pesquisa personalizada

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

REFLEXÕES DE MEU SOBRINHO AOS VINTE ANOS.


Nome da foto: Engole choro.
Segundo ele, a foto  representa o seu momento por ocasião da elaboração do TCC para aquisição do certificado do Curso de Direito.
Que o sucesso profissional (e pessoal), recompense suas duras penas é o meu desejo.


Acredito que eu seja o mais humano dos homens. Cheio de medos, inseguranças, incertezas, angustias e defeitos. Qualidades? Sim eu tenho! Mas como o homem barroco, persisto naquela dualidade incessante entre o bem e o mal que só faz me castigar. Culpado? Não é Deus, não são meus pais, minha família, muito menos meus amigos. Estes personagens só me auxiliam a encontrar quem eu sou de verdade. Quem sou eu? Será que estou preparado pra enfrentar tamanha revelação? Será que já levei os tombos que eu teria que levar? Disso ninguém sabe.

Que seres perfeitamente imperfeitos somos! Que maravilha é essa imperfeitamente perfeita vida que nos conduz! E nesses caminhos perfeitos-imperfeitos vamos traçando nossa louca e fantástica vida, emocionante como uma montanha-russa, cheia de altos e baixos, com umas emoções mais fortes que as outras. Assim vivemos nesse mundo louco, com pessoas loucas, onde ser normal é estranho, é diferente. Hoje estamos bem e o dia está lindo, amanhã tudo é uma desgraça e todos são horríveis. Óh mundo cruel, vida Severina, vivência fantástica, jornada maravilhosa. Desse modo somos e vivemos seres humanos.

Carlos Fernandes
Postar um comentário

OBRA DE ARTE

OBRA DE ARTE
Amores na bela Capital Catarinense.

CINEMA: UM GRANDE PRAZER.

Loading...